INTRODUÇÃO A PISCICULTURA SUSTENTÁVEL

0,,53887318,00

O desafio de atingir o desenvolvimento sustentável é uma prática inerente a maioria dos setores produtivos. Assim, não seria diferente com a piscicultura, que busca um equilíbrio entre os aspectos ambientais, econômicos e sociais.

A pesca extrativista descontrolada comprometeu o estoque pesqueiro dos rios e mares em todo o mundo, levando ao declínio da produção de pescados e, consequentemente, a elevação dos preços praticados. Desta forma, a tendência desta atividade é reduzir cada vez mais, abrindo oportunidades para o crescimento da produção de peixes em cativeiro.

O material, “Introdução à Piscicultura Sustentável”, coordenado pelo biólogo Humberto Ker de Andrade – CTA – Centro de Tecnologia em Aquicultura e Meio Ambiente, com a colaboração de profissionais do Sebrae – ES, tem como objetivo apresentar formas sustentáveis para a produção dos viveiros e tanques rede, auxiliando o piscicultor em processos que importantes para agregar valor a seu produto.

Algumas informações que você encontra na Cartilha:

Construção dos Viveiros – O parque de cultivo deve ser construído de acordo com as recomendações técnicas, seguindo padrões construtivos que facilitem o manejo e proporcionem ambiente favorável ao desenvolvimento zootécnico dos peixes. Deve-se observar a manutenção de uma distância de no mínimo 30 metros do curso de água, em áreas não sujeitas a alagamento. É importante observar a legislação vigente para a implantação do parque de cultivo, assim como a necessidade do licenciamento ambiental.

Preparo dos Viveiros – Em viveiros novos deve-se retirar toda a vegetação interna e em viveiros antigos deve-se raspar o fundo do viveiro, retirando toda a matéria.

Essas e outas informações importante você encontra no material completo no link:  Introdução à Piscicultura Sustentável: viveiros escavados e tanques rede.

Fonte: Sebrae 2014

Pin It

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *